O tempo passa e eu vejo tudo tão diferente!

“Todos os dias quando acordo
Não tenho mais
O tempo que passou
Mas tenho muito tempo
Temos todo o tempo do mundo…”

Não sei se foi o inferno astral, uma insatisfação, decepção, descontentamento ou tristeza mesmo, mas nesses dias uma angustia e melancolia tomou conta de meus pensamentos durante boa parte do tempo. Chorei aparentemente sem motivo, entristeci-me com algo que teria de tudo para me alegrar, cobrei de alguém algo que nunca poderia me dar, e estava ciente disso…

A verdade é que quando está chegando meu aniversário, um sentimento estranho começa a tomar conta de mim, inúmeros pensamentos vagam pela minha mente. Uma sensação de que está ficando tarde, de que os anos se passaram rápido demais, de que tudo poderia ter sido diferente, se em um dia, um caminho fosse alterado.  Não é curioso como determinadas escolhas mudam completamente nossa vida e de outra pessoa? Pois é…

Sinto saudade da minha infância, nem tanto da adolescência, sinto que deveria ter aproveitado mais meus tempos de pouca responsabilidade (não que hoje eu tenha tantas assim, mas tudo mudou um bocado…). Sinto saudade das pessoas que deixaram de fazer parte de mim, mas que deixaram suas marcas, deixaram em mim um pedaço de si… me entristeço ao pensar em outras que aos poucos vão se afastando, cujas vidas tomaram rumos completamente opostos e apesar de sentir muito, no fundo não sinto tanto assim… 

Penso em tudo isso, penso em como eu gostaria de realizar tudo o que desejo, como apesar de não ser mais uma adolescente, meu pensamento imediatista faz com que eu me desespere e queira que as coisas aconteçam já… Ontem… E não amanhã.

Se tem algo que preciso aprender com as pessoas mais velhas é a lidar com o tempo… Aprender a ter paciência, aprender a plantar e esperar o momento certo para colher, afinal não dá pra colher frutos que não estejam maduros, não é mesmo?

Seja ano novo, seja aniversário, ambas as datas fazem com que eu pense um pouco mais sobre o que faço da minha vida. Faz com que eu olhe para o passado com um pouco mais cuidado, aja no presente pensando no futuro. Valorize mais as pessoas que estão ao meu lado e perceba, nas pequenas ações, quem realmente se importa e importa para mim. Faz com que eu admire ainda mais a minha família e agradeça por tudo que tenho, pelo apoio em todos os momentos, pelas brigas necessárias e pelo colo em boa hora. Apesar de me sentir sozinha às vezes, sei realmente que tenho pessoas com quem posso contar que sempre estarão perto de mim, como sempre estiveram…

Sei também com quem quero estar, quem eu quero que continue a fazer parte de mim, alguém que um dia deixou de ser o que nunca deveria ter deixado e que, hoje, mais do que nunca *”é uma peça fundamental do quebra-cabeça que é minha vida.”

* retribuo com as mesmas palavras os sentimentos que um dia me foram dedicados… palavras de um companheiro maravilhoso que não se diz romantico, nem sensivel… sei…

0 Responses to “O tempo passa e eu vejo tudo tão diferente!”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: